4L: um filme de jornada com humor e leveza

4L é daqueles filmes quase escondidos no catálogo da Netflix, dos quais pouco ouve-se falar. Produzido pela própria Netflix, 4L é um longa leve, ideal para um fim de noite com os amigos.

No filme, dois amigos que não se veem há muito partem em uma viagem entre a Espanha e o Mali para rever um antigo companheiro de jornada, que encontra-se doente. Quem também os acompanha é a filha deste amigo, que não o vê há mais de dez anos.

Com um carro antigo e não tão preparados quanto pensavam, o trio atravessa o deserto, encontra outros viajantes com histórias nem sempre felizes, e acabam descobrindo um pouco mais de si mesmos.

As belas paisagens do deserto são acompanhadas por um humor contagiante, na medida certa e sem exageros, que fazem o filme ser gentil, leve e agradável.

Definitivamente, não trata-se de um filme com uma jornada épica e dramática, mas uma comédia que, embora criticada, tem seus charmes e vale a pena ser assistida.

10 séries criminais para maratonar na Netflix

Para quem ama resolver um crime, essa lista é um prato cheio para várias maratonas na Netflix 🙂

1. American Crime Story: The Assassination of Gianni Versace

The Assassination of Gianni Versace é uma adaptação brilhante e de tirar o fôlego da história real do assassinato do famoso estilista italiano Gianni Versace pelo jovem Andrew Cunanan.

A série não se concentra apenas em Gianni, mas traça em detalhes a vida de Cunanan, suas origens familiares, e ambições extremas, fazendo a série ser verdadeiramente genial e viciante.

2. Hannibal

Você não irá querer comer um lanchinho depois de assistir Hannibal. A trama da série se foca na tensa e dúbia amizade entre o investigador Will e o erudito Hannibal, cujo paladar e desejos estéticos levam a um canibalismo extremamente sofisticado e desumano.

3. Fargo

Com uma certa dose de humor ácido, Fargo traz um homem pacato e patético que se vê assassino por um ato descontrolado e tenta desembaraçar-se. Com uma equipe policial nem sempre eficiente, ele consegue um tom de inocência, até que as pistas começam a cercá-lo. Ao mesmo tempo, um homem misterioso envolve-se na trama, e ficamos curiosos por saber suas motivações.

4. O Perfume

Uma jovem cantora é encontrada morta, mas há um detalhe extremamente intrigante: suas glândulas odoríferas foram removidas. A partir daí, abre-se uma investigação sombria, que desenterra o passado para tentar compreender as motivações do assassino.

5. La Casa de Papel

Contando com uma legião de fãs, La Casa de Papel dispensa apresentações. O ambicioso roubo a banco conquistou o mundo, e traz uma trama bem construída, que nos faz ficar perplexos quando percebemos que estamos torcendo pelos vilões.

6. The Alienist

Na Nova York do final do século XIX, um jovem garoto de programa é encontrado morto e com partes do seu corpo removidas. Os crimes se repetem, e um estudioso da mente humana decide investigar a barbárie, mesmo causando o desagrado da polícia.

7. American Crime Story: People v. O. J. Simpson

Em 1994, o jogador de futebol americano O. J. Simpson foi acusado de assassinar sua esposa e um amigo, mas nem todos estão certos de que ele realmente cometeu esses crimes. A série é narrada da perspectivas dos advogados, e explora a questão dos acordos e manobras que foram conduzidas de ambos os lados.

8. Scherlock

A série é uma releitura bastante livre dos livros de Sir Arthur Conan Doyle, com seu famosos Scherlock Holmes agora ambientado na Londres do século XXI. Acompanhado do dr. Watson, Holmes busca selecionar diversos crimes na cidade, com uma boa pitada de humor e irreverência.

9. Gotham

Para vingar-se de um assassinato, James Gordon, um detetive novato, une suas forças para combater o crime na corrupta e perigosa Gotham.

10. Lucifer

O próprio Diabo resolve tirar umas férias do inferno e abrir um bar em Los Angeles. Mas ninguém imaginava que ele se envolveria na resolução de assassinatos…

10 filmes e séries sobre monarcas

Os filmes ou séries sobre monarcas não costumam passar despercebidos. Seja pelas extravagâncias, opulência e dilemas éticos, elas mostram os bastidores de importantes fatos históricos, e balançam o imaginário de muita gente, além de nos fazerem refletir sobre os limites do poder.

Confira a lista especial que preparamos de 10 filmes e séries interessantes sobre monarcas, que misturam muita história, conflitos políticos e riquezas.

1. The Crown

Considerada uma das séries mais caras já feitas, The Crown traz a biografia da Rainha Elizabeth II, em meio às tensões políticas que marcaram o século XX.

Com belíssimas imagens, a série consegue retratar de modo cativante a vida da monarca, seus conflitos familiares e crises políticas ao redor do globo.

2. Versailles

Se você procura toda a extravagância da corte, somada a intrigas, espionagens, traições, assassinatos, belas filmagens e um drama bem construído, seja bem-vindo a Versailles.

A série retrata a vida de Luís XVI, o famoso Rei Sol, que buscava tornar a França o centro do mundo em meio a diversas conspirações contra sua vida.

3. Um Reino Unido

O filme retrata o drama do casal Seretse Khama, príncipe negro herdeiro do trono de Bechuanalândia, atual Botswana, e Ruth Williams, uma funcionária de escritório inglesa, em meio ao preconceito e intrincadas questões políticas nos anos 40.

4. A Jovem Rainha

Criada como um menino, a Rainha Cristina da Suécia é atraída pela ciência e progresso, mas encontra muitos adversários na tentativa de modernizar o seu país, além do preconceito por seu romance com outra mulher.

5. Grace de Mônaco

Com Nicole Kidman no papel principal, o filme traz a vida de Grace Kelly, atriz americana que abandonou o cinema para casar-se com o príncipe de Mônaco, em 1956. Contudo, o pequeno país sofre com ameaças de uma invasão francesa, e Grace busca desempenhar um papel político para interceder e tentar reverter a situação.

6. O Discurso do Rei

Nas vésperas de sua ascensão ao trono britânico, o rei George VI procura ajuda de um fonoaudiólogo australiano para tratar seu problema de fala, que deixa-o paralisado de aflição diante da necessidade de discursar e falar em público.

7. Os Últimos Czares

Mistura de série e documentário, a nova série de Netflix retrata o esplendor e queda trágica da família mais importante da Rússia, os Romanov, assassinados em 1917 durante uma série de revoluções que mudaria para sempre a política mundial.

8. A Rainha

A brilhante Helen Mirren interpreta a Rainha Elizabeth II e suas aflições durante o conturbado período da morte da Princesa Diana.

9. Macbeth

Esta fantástica adaptação da peça homônima de Shakespeare retrata toda a ganância e agonia de Macbeth e sua tentativa de ascensão ao trono pelos meios mais obscuros. A série traz paisagens maravilhosas, e é envolta em um clima onírico.

10. The Princess Weiyoung

Na trama, a Princesa Weiyoung, que é sobrevivente de um massacre assume um disfarce para vingar sua família. Apesar das críticas negativas, a série é muito interessante para conhecer a China Imperial.

A Dama Dourada

Durante a Segunda Guerra Mundial, os nazistas roubaram várias obras de arte, muitas delas perdidas até hoje. No filme “A Dama Dourada”, temos o caso real da luta de Maria Altmann, interpretada por ninguém menos que Helen Mirren, que tenta rever os quadros de sua família tomados pelos nazistas.

O quadro em questão é um retrato da tia de Maria, Adele. Mas não um retrato comum, e sim um fabuloso quadro pintado por Gustav Klimt, em todo o esplendor de sua icônica fase dourada.

Para quem prefere ler antes, também há um livro sobre o filme, de mesmo nome e que retrata em detalhes a vida da família Bloch-Bauer e toda a decadência de Viena durante a Segunda Guerra.

Retrato de Adele Bloch-Bauer I . Gustav Klimt, 1907.

Maria, que vive em Los Angeles e tem uma modesta loja de roupas, decide entrar com um processo contra o governo austríaco para recuperar o quadro da tia. Sua família austríaca era muito abastada, e tal como muitos judeus, teve suas posses confiscadas durante a Segunda Guerra Mundial.

Para isso, Maria conta com a ajuda do advogado Randol Schoenberg. Randol não era um grande advogado, e passava por vários problemas pessoais. Mesmo assim, persiste no caso mais por respeito por Maria, que é amiga da família, do que por realmente acreditar que a obra de importância incomensurável possa realmente ser recuperada.

A verdadeira Maria Altmann.

Randol, tal como Maria, é descendente de austríacos, e também de um artista importantíssimo: o compositor Arnold Schoenberg, da magistral “Noite Transfigurada”.

Um dos pontos mais interessantes do filme é retratar duas pessoas comuns com antepassados gloriosos tentando reaver suas próprias histórias. E o filme não é daquelas batalhas judiciais entediantes e sem fim, e sim é bastante dinâmico, com flashbacks para a época da guerra que são de tirar o fôlego, como na cena da fuga de avião, que faz o coração saltar.

Adele é de arrancar suspiros, e todo o ambiente luxuoso e cultural da família é memorável, em uma atmosfera que lembra e muito a aura dourada dos quadros de Klimt. Além disso, a atriz também é muito parecida com a Adele verdadeira.

Infelizmente o filme não tem uma boa nota nos sites sobre cinema, o que é bastante injusto, já que é bem feito e emocionante, e certamente encantará os amantes da arte e dos filmes de guerra. Apesar das críticas negativas, vale muito a pena ser assistido.

Helen Mirren como Maria